Sejam Bem Vindos ao Nosso Blog

Este blog é inteiramente independente, NÃO É UM SITE OFICIAL D'A IGREJA DE JESUS CRISTO DOS SANTOS DOS ÚLTIMOS DIAS, as postagens aqui encontradas, são de responsabilidade dos administradores. Tudo que consta aqui são Estudos e Teorias. Não entendamos como doutrina. O nosso propósito é ajudar a idéia de descutir assuntos diversos de curiosidades da história deste plano, usando a unificação científica e religiosa do nosso ponto de vista. Agradecemos as visitas e comentários, isso nos edifica.







segunda-feira, 21 de maio de 2012

GUERREIROS FIÉIS NO MUNDO TELESTIAL II
UMA BREVE HISTÓRIA PARA COMPLETAR A IMPORTÂNCIA DE UM SER QUE POSSUI O SINDROME DE DOWN, PARA AQUELES QUE QUERIAM PROVAS.
 
Uma Família Feliz
UMA BENÇÃO PATRIARCAL
Alan David e Jefferson Oliveira
20 de Maio de 2012

O Presidente Hal Torgeson, da Estaca Camarillo, Califórnia, relatou a seguinte historia, numa Reunião Geral do Sacerdócio de sua Estaca:

Um velho amigo meu da época do Colegial, veio me visitar. Ele era Patriarca de uma Estaca de Idaho. Contou-me uma experiência vivida por ele mesmo e um jovem membro da sua Ala.

O rapaz nasceu com Síndrome de Down e possuía todas as privações características de dicção, timbre, movia-se com dificuldade, quase não se entendia o que falava e etc... e aproximava-se dos 20 anos.

Certo dia o rapaz lhe pediu a sua benção Patriarcal...Embaraçado o Patriarca gaguejou por alguns instantes e respondeu que o jovem precisava receber uma recomendação do seu Bispo. O Patriarca pensou que o jovem acabaria por esquecer o pedido, quando para sua surpresa, em menos de uma semana, o jovem, bate na sua porta apresentando a sua
recomendação para uma Benção Patriarcal.

O Patriarca completamente desconcertado informou ao jovem para falar aos seus pais para ver a disponibilidade de um horário e telefonar para marcar a data da benção. Após isso, o Patriarca entrou na sua casa e orou por inspiração. Esta não parecia vir a ele.

No dia e data combinados, o jovem acompanhados de sues pais, bateram a sua porta, trajados em sua melhor roupa dominical. O Patriarca conversou com eles por uns 20 minutos, esperando por uma intervenção divina, ate que compreendendo que o Espírito Santo nunca o havia deixado na mão, achou por bem iniciar a benção.

Imediatamente o Patriarca sentiu a presença do Espírito e começou a falar com um firme conhecimento de propósito. Nesse exato momento, ele veio a saber e a repetir que aquele jovem especial esteve presente no julgamento de Satanás, após a batalha nos céus e que havia sido ele quem escoltou Satanás quando de sua expulsão do céu.

Por causa dessa experiência impar, Deus, o Pai, sabia que o rapaz estaria sujeito a riscos especiais nas mãos de Satanás durante a sua vida na Terra. Para protegê-lo e o manter a salvo do mal, deu-se-lhe como armadura, o escudo especial da Síndrome de Down, contra as artimanhas de Satanás, visando a sua proteção ate o retorno a presença do Pai.

Terminada a benção, o jovem rapaz levantou-se, caminhou na direção dos pais, agora com os passos confiantes de um atleta e falou, claramente, sem qualquer uma das suas características normais de padrões de dicção. Primeiro abraçou a mãe e disse: "Muito obrigado por não me abortar quando o poderia ter feito, quando soube que eu
seria um excepcional". Então virou-se para o pai, abraçou-o e lhe disse: "Obrigado por ser meu pai, por nunca ter vergonha de mim e por nunca me tratar diferentemente das outras crianças. Eu te amo". Então ele caminhou em direção ao Patriarca, apertou sua mão e disse: "Obrigado pela benção".

Por apenas aquele instante, disse o Patriarca, o menino era tão normal quanto seus pais ou eu mesmo, e em todos os sentidos. Havia uma aparência deferente em seu semblante e em seus olhos uma expressão que nos deu, apenas por aquele instante, um lampejo do servo valente do reino de Nosso Pai celestial que habitava dentro daquele jovem.

Emocionados, agradecemos a colaboração.